Galeria


Caixas e livros

Atraves-do-texto_2015_detalheLado_AnaMaier

A opção por esses formatos é essencialmente afetiva. Filha de um comerciante de livros e de uma historiadora, o espaço físico da minha casa de infância era dividido entre a numerosa família e pilhas de livros e caixas. Livros que acabaram se tornando quase humanos com sua presença corpórea e por substituírem em parte meu relacionamento com as pessoas, me ensinando a amar a solidão e o silêncio. Mais que o conteúdo literário, me fascinava o livro enquanto objeto, especialmente quando as encadernações apresentavam lombadas desgastadas, deixando à mostra linhas de costura semi-soltas e parte das estruturas dos blocos de páginas coladas. Ver mais imagens.

.

Boxes and books

The choice of these formats is essentially emotional. Daughter of a merchant of books and a historian, the physical space of my childhood home was divided between the large family and stacks of books. The books turned out to be almost human with their bodily presence and they partly replaced my relationship with people, teaching me to love solitude and silence. More than its literary content, the book fascinated me as an object, especially when the bindings had worn spines, revealing rows of semi-loose seams and the structures of glued blocks of pages. Find out more

Cartografias

A desconstrução de cartografias é operada metaforicamente por instrumentos antigos, associados às memórias afetivas do universo da casa e às atividades manuais. Denomino essa série de objetos como “utensílios de coser afetos”, num jogo onde a semelhança entre as palavras cozer (cozinhar) e coser (costurar) reforça a intenção ambígua e irônica dos tílulos. Com essa subversão da realidade, procuro atentar para a possibilidade de uma transformação subjetiva da relação entre indivíduo e território na atualidade. Nesse processo, espaço e tempo são redimensionados. Ver mais imagens.

.

Cartographies

Deconstruction of cartographies is operated metaphorically by ancient instruments, associated with emotional memories of the home universe and manual activities. I call this series of objects as “affections sewing utensils” like a match where the similarity between the words cooking (cozer) and sewing (coser) reinforces the ironic and double intention of the titles. With this subversion of reality, I try to pay attention to the possibility of a subjective transformation of the relationship between individual and territory today. In this process, space and time are resized. Find out more

Arqueologias

AnaMaier_caminho-de-opalas-reais_2016

Essa nova série de trabalhos surgiu a partir do intenso processo de releitura da minha percepção da paisagem, vivenciado recentemente em uma residência artística no México durante o mês de abril de 2016. Os objetos são elaborados a partir de registros fotográficos da ação de caminhar, mapear novos lugares e carregar essas impressões do contato com outras culturas. Incorporam elementos já utilizados nas séries anteriores, como livros desconstruídos, cartografias e objetos cotidianos. As imagens são narrativas de encontros com cristais e pedras de origem vulcânica e suas cores vítreas a revelar todo um passado petrificado. Ver mais imagens.

.

Archaeologies

This new series of works came from the intense process of rereading my perception of the landscape, recently experienced in an artist residency in Mexico during the month of April 2016. The objects are made from photographic records of the action of walking, mapping out new places and carrying these impressions from contact with other cultures. They incorporate elements already used in previous series like deconstructed books, cartography and daily objects. The images are narratives of meetings with crystals and volcanic stones and its vitreous colors that reveal a whole petrified past. Find out more